quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

O filósofo da liberdade


O filósofo da liberdade


Jean-Paul Sartre foi um ídolo de sua época. Grande defensor do Existencialismo (termo o qual criou), ele defendeu a liberdade. Uma liberdade com responsabilidade. Estes são seus famosos ideais: Existência, Liberdade e Responsabilidade.
A existência para Sartre é muito mais que um momento: a vida humana é a própria construção de sua essência. Para ele não nascemos com uma essência pré-estabelecida, ou seja, não há um Deus que cria a essência do homem descartando, assim, as questões metafísicas e defendendo a existência finita dos seres humanos. Isso se traduz em uma frase conhecida: "A existência precede a essência".
Responsabilidade é não ter má-fé (não se eximir da sua vida e não transferir aos outros o seu poder de escolha, não jogar a responsabilidade e a culpa por seus problemas nas pessoas e circunstâncias ou em um deus) e estar ciente de que escolhemos os nossos caminhos.
Quanto à liberdade, Sartre diz que "não podemos não escolher" e "o homem está condenado a ser livre". Isso significa que o homem é liberdade e em todas as circunstâncias podemos escolher.
O ser humano é livre para a constituição de um projeto, ele se "lança para o futuro". Todos os nossos atos presentes são realizados pensando-se no futuro. O projeto humano é algo universal, por isso podemos compreender qualquer projeto, de qualquer local e época.
Sartre diz que nascemos com inúmeras possibilidades e cabe a nós investirmos em algumas delas para que elas saiam do campo das especulações e venham ao campo da ação. A liberdade é possibilidade de dar sentido à vida e ao mundo. Sempre existe uma possibilidade de saída de uma circunstância qualquer.
O homem é livre e se ele escolhe um estilo de viver, ele dá a mesma liberdade para os outros. A liberdade é algo coletivo.
Sartre morreu em abril de 1980 e foi muito homenageado em Paris. E não foi por pouco. Ele foi um filósofo que contribuiu muito para os ideais do mundo atual (e ainda contribui). "É preciso que deixemos de viver somente no teórico, é preciso que coloquemos o teórico em práticas, ou seja, em realizações". Liberdade para ser livre. Liberdade para alguma finalidade, e não livre de alguma coisa (assim como Nietzsche). Assim o homem deve se projetar para o futuro.
Grande Sartre.

Um comentário:

Rogerio Floripa disse...

Baixar o Documentário - A Filosofia da Liberdade - http://mcaf.ee/b9t6i